Sexta-feira, 23 de agosto de 2019
Fala Matão

Euzania Andrade expõe em Matão

Artista plástica também realiza workshop no dia 21 na Casa da Cultura

  • Redação
  • 09:13
  • Sexta-feira, 15 de março de 2019
Fala Matão - Redação

A artista plástica e arte educadora Euzania Andrade traz suas obras para Matão. Intitulada “Trajetória – páginas de um diário”, a mostra reúne esculturas em bronze. A abertura será no dia 21 (quinta-feira), às 19h30, na Casa da Cultura, e permanecerá para visitação até 5 de abril. O evento integra as comemorações do Mês da Mulher e conta com a participação especial do grupo vocal Marias.

O trabalho que Euzania Andrade apresenta nesta exposição traz um discurso autobiográfico pela subjetividade da artista que concebe suas obras como se estivesse escrevendo a respeito de sua vida. Para isto, ela usa telas, tintas, barro, metal, dentre outros recursos para externar a sua intimidade. Cada peça parece uma página de um diário íntimo.

Aos poucos, as peças vão se encaixando, como num jogo, dando dimensão maior ao seu trabalho. Nesta exposição é possível conhecer um pouco dessa artista, em que é preciso olhar atento a cada obra para entender um pouco de sua história. A origem da realidade da artista é revelada na espessura do desenhar, escavar, do rasgar, cortar para descobrir suas entranhas, para ver pulsar o seu corpo e desvendar seus segredos e histórias que remetem ao passado e se recompõem em outra estrutura visceral por meio da arte.

O conjunto das obras mostram esculturas e pinturas que identificam a artista, que contam sua história, cujos registros do imaginário seguem uma linha de continuidade de modo que se reconhece a si mesma ao longo de sua trajetória, fronteiras que são rompidas e interrompidas. Cada pedaço vivido é uma interação do ser com o mundo. Esta narrativa autobiográfica apresenta a subjetividade de sua trajetória de ser artista e o ser mulher.

Workshop "Espaços da Arte na Educação
Também no dia 21 de março, como forma de integração cultural, Euzania Andrade ministrará um workshop para professores do ensino fundamental I e II. O encontro acontecerá na Casa da Cultura, das 14h às 17h30. Denominado “Espaços da Arte na Educação”, o workshop tem como temática a discussão sobre o papel da arte no contexto da educação, suas contribuições e possibilidades no processo de formação do professor, bem como discutir e refletir a arte contemporânea como possibilidades de promover novos saberes em sala de aula e experiências sobre novas formas de ver e fazer a arte na formação do aluno.

O workshop busca ainda uma abordagem interdisciplinar como parte do pensar as artes visuais, passando por temas como intervenção cênica, arquitetura, meio ambiente e, ainda, pensar o desenho na paisagem como elementos culturais. Euzania explica que o encontro propõe a vivência sobre as diversas possibilidades de percepção e intervenção do corpo e do olhar sobre o espaço. "É dessa forma que o desenho se oferece como a base de sua construção simbólica e se situa como um fio condutor para diferentes discussões e reflexões. Estas reflexões se originam no questionamento sobre as formas como percebemos e nos relacionamos com as ações humanas que alteram e transformam a natureza e nossas atitudes sobre ela”, cita a artista.

Euzania salienta ainda que o encontro oferece como ferramenta o olhar para imagens do entorno e referências teóricas sobre desenho, linguagem e paisagem. “Trabalharemos com exercícios gráficos e de observação que visam construir a possibilidade de desdobramento e amplificação da percepção do espaço em sua dimensão visual no espaço, encontrando desenhos da paisagem sendo transformada pelo corpo. Na finalização da oficina será discutida a ampliação da percepção sobre o apreciar, contemplar, fruir, refletir, produzir conhecimento, intervir e transformar nossa forma de ver e viver a arte nos espaços em que vivemos”, afirma a artista.

A secretária de Educação e Cultura, Adriana Marangoni, reforça que receber a obra de Euzania será gratificante, haja vista a experiência que ela possui, sobretudo por ser uma artista plástica reconhecida nacional e internacionalmente. “Cabe destacar que também teremos o workshop para professores que atuam em sala de aula com a arte educação e, portanto, será uma capacitação salutar aos nossos docentes”, finaliza Adriana.

Para o workshop é necessário que cada participante leve os seguintes materiais: tesoura; pincel chato nº 18; pincel chato nº 8; lápis de desenho comum; prancheta ou suporte (caderno capa dura) para apoio de papéis; papel sulfite (cinco folhas); paninho para limpeza; e pote descartável para água (margarina ou algo similar).
Já o grupo deve levar um rolo de papel Kraft de 0.90cm ou 1.0m de largura, giz de cera – três caixinhas (para turma toda), três fitas crepes (para todo o grupo), três tubos de cola 3 tubos e tinta guache (três potes de 250g nas cores vermelho, azul, amarelo, branco e preto).

Sobre Euzania Andrade
Euzania é natural de Canápolis (MG) e fixou residência em Araraquara em 1980. É artista plástica e arte educadora. Possui doutorado em Educação Escolar pela Faculdade Ciências e Letras – UNESP (2012) e mestrado em Educação Escolar pela UNESP (2000). É graduada em Comunicação Visual pela Faculdade de Artes da Universidade Federal de Uberlândia (1975). Possui licenciatura plena em Desenho e Plástica pela Faculdade de Artes da Universidade Federal de Uberlândia (1977) e licenciatura em Educação Artística pela Faculdade de Artes da Universidade Federal de Uberlândia (1977).

Foi secretária municipal da Cultura no município de Araraquara de janeiro de 2009 a dezembro 2012, presidente da FUNDART (Fundação de Arte e Cultura de Araraquara) de agosto de 2011 a dezembro de 2012 e coordenadora de projetos na Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara de 2001 a 2004.

Como artista plástica possui um vasto currículo, reunindo premiações em salões de artes em diversas cidades brasileiras, bem como no exterior, levando seu trabalho para países como Alemanha e Portugal. Euzania é docente na Universidade Paulista de Araraquara, onde ministra a disciplina de Cultura Brasileira Contemporânea e História da Arte nos cursos de Propaganda e Marketing e Arquitetura e Urbanismo; e Linguagem da Arte no curso de Pedagogia. No campo das artes plásticas criou o “Faça Arte”, que é um projeto social voltado para ações artísticas junto às instituições sociais da cidade no período de 2008 a 2012. É voluntária há 10 anos no programa Amor Exigente (instituição que apoia famílias de dependentes químicos) e atua como coordenadora do Grupo de Jovens utilizando a arte como instrumento de prevenção.

Copyright © 2018 Fala Matão - Textos, fotos, artes e vídeos do Fala Matão estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do portal Fala Matão.
contato@falamatao.com.br
(16)9 9993-9237

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.