Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
Fala Matão

Mulher inventa estupro para tentar aborto de filho indesejado

Investigadores descobriram que o estupro era mais recente do que os três meses de gravidez

  • Redação
  • 13:54
  • Quinta-feira, 05 de julho de 2018
Fala Matão - Redação

A falsa história foi criada para ganhar da justiça o direito de abortar uma gravidez indesejada

A jovem de 21 anos informou que estava caminhando pela Avenida Padre Francisco Sales Colturato, Vila José Bonifácio em Araraquara, quando um homem desconhecido a agarrou por trás e com uma faca, obrigou a vítima a entrar em um veículo Ômega de cor preta. Ela disse ainda que foi levada até um matagal próximo a um canavial, onde foi obrigada a manter relações sexuais com seu agressor. A agressão teria ocorrido no mês de abril e a vítima só procurou a delegacia depois de ver o autor rondando novamente o local onde ela foi atacada.

Agentes da delegacia da mulher passaram a investigar, chegando a verificar todos os proprietários de veículos com as características passadas pela vítima.

A Guarda Municipal chegou a ser acionada para colaborar com imagens das câmeras de segurança da cidade, todas as medidas para encontrar o autor foram tomadas, porém em um ponto das investigações foi descoberto que a vítima havia relatado o crime com a clara intenção de conseguir na justiça o direito de abortar uma gravidez que ela alegava ser fruto desse crime. Porém os investigadores descobriram que na verdade ela estava grávida de 3 mêses de um ex-namorado e não queria a criança.

Na noite desta quarta-feira (04) ela esteve na delegacia da mulher e acabou assumindo sua mentira, depois de ser indagada pelos investigadores. Após seu depoimento a Delegacia da Mulher encerrou o caso de estupro e irá tomar as medidas cabíveis.

fonte: Portal Morada/Marcelo Bonholi

Copyright © 2018 Fala Matão - Textos, fotos, artes e vídeos do Fala Matão estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do portal Fala Matão.
contato@falamatao.com.br
(16)9 9993-9237

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.