Terça-feira, 25 de janeiro de 2022
Fala Matão

Morre em São Paulo a jornalista Cristiana Lôbo, aos 63 anos  

Comentarista da GloboNews e colunista do g1, ela lutava contra um câncer e estava internada em São Paulo para tratar uma pneumonia.

  • Redação
  • 10:30
  • Quinta-feira, 11 de novembro de 2021
Fala Matão - Redação
Cristiana Lôbo

A comentarista da GloboNews Cristiana Lôbo morreu nesta quinta-feira (11/11), aos 63 anos. A informação foi divulgada pela emissora nesta manhã. A causa da morte foi um mieloma múltiplo. Cristiana se afastou da TV em agosto do ano passado para tratar a doença.

No fim de semana, ela foi internada no Hospital Albert Eintein, em São Paulo, mas acabou não resistindo.

Ao comentar a notícia, a colega Leilane Neubarth se emocionou. “Estamos todos sofrendo aqui, tá muito difícil fazer jornal nesse dia, mas vamos seguir em homenagem a ela”, disse. “Aprendi demais com ela como jornalista e ser humano”, afirmou.

“Ela na hora de abordar as fontes tinha uma maneira tão natural”, comentou a repórter Julia Duailibi.

O mieloma múltiplo é o câncer de um tipo de células da medula óssea chamadas de plasmócitos, responsáveis pela produção de anticorpos que combatem vírus e bactérias.

Cristiana nasceu em Goiânia (GO). Começou a carreira cobrindo a política do estado de Goiás até se mudar para Brasília (DF). Contratada pelo jornal O Globo, foi setorista do Ministério da Saúde, época em que acompanhou de perto a criação da carteira de vacinação.

Passou pelo Estado São Paulo e estreou em 1997 na TV, na Globo News, integrando o time de comentarista do Jornal das 10. Ao longo da carreira na emissora, passou por todos os telejornais da casa. Também teve seu programa, Fatos e Versões, e uma coluna no G1.

Metrópoles

Copyright © 2022 Fala Matão - Textos, fotos, artes e vídeos do Fala Matão estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do portal Fala Matão.
contato@falamatao.com.br
(16)9 9993-9237

ComentáriosOs comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.